rice farm.png

Blog da Green Next

Seja bem-vindo(a) ao

Ovo: Benefícios e Importância para o Brasil



O ovo de galinha é um alimento muito popular entre os brasileiros, seja pelo sabor, pelo baixo custo, ou também pelo bem que faz à saúde, pois é rico em proteínas, vitaminas A, D E e do complexo B, selênio, zinco, cálcio e fósforo. Em se tratando de benefícios diretos trazidos pelo consumo de ovos, é sabido que aumenta a massa muscular, favorece a perda de peso, previne doenças como o câncer, melhora o sistema imunológico, diminui a absorção de colesterol no intestino, previne o envelhecimento precoce, combate a anemia, mantém a saúde dos ossos e melhora a memória.


No Brasil, em geral os ovos comercializados são dispostos segundo quatro “categorias”: ovo caipira, ovo orgânico, ovo “de galinhas livres de gaiolas” e ovo convencional (ou “de granja”). O ovo caipira é produzido por galinhas que consomem ração de origem 100% vegetal, mas também podem receber outros alimentos complementares de origem vegetal como capim, grãos, hortaliças, frutas e tubérculos. O ovo orgânico é produzido de acordo com um sistema que busca o manejo equilibrado do solo e dos demais recursos naturais e no qual a galinha recebe exclusivamente alimentação com ingredientes orgânicos. O ovo de galinhas livres de gaiolas é produzido por galinhas criadas em galpões, onde podem ciscar, empoleirar-se, bater as asas livremente e botar ovos no local que escolherem. Por fim, o ovo convencional é proveniente do modelo mais difundido de produção de ovos no Brasil que é a criação de galinhas em granjas com gaiolas, caracterizado por uma alta produtividade.


De acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o Brasil registrou no último ano um recorde na produção de ovos, atingindo 53,5 bilhões de unidades. Desta quantia, aproximadamente um terço vem de São Paulo, maior fornecedor do alimento no país, seguido por Espírito Santo, Minas Gerais e Paraná. Ainda conforme a ABPA, as exportações cresceram 143,3% de janeiro a maio de 2021, em comparação com o mesmo período de 2020. Colocando em números, nesse período de 2021 houve a venda de 5,1 mil toneladas o que movimentou US$7 milhões. Nesse período, Emirados Árabes Unidos seguido por Japão e Uruguai foram os principais compradores.


Vale destacar que o Brasil ocupa o 5º lugar entre os maiores produtores de ovos, atrás da China, Estados Unidos, Índia e Indonésia, mas que apenas 0,3% é exportado, devido ao grande consumo interno. Um fato interessante registrado em 2020 é que com aumento no preço da carne, o brasileiro passou a comer mais ovo do que a média global, tendo um consumo médio de 251 unidades por indivíduo ao longo do ano, enquanto no resto do mundo a média foi de 230. Em comparação com o próprio país em anos anteriores, o crescimento é exponencial, pois a 10 anos o consumo era de 148 unidades e a 20 anos de 94 unidades.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo