A crescente procura pela agricultura digital



A utilização de produtos e serviços digitais nas mais diversas áreas inerentes ao agronegócio brasileiro vêm se apresentando como importante alternativa para suprir gargalos que até pouco tempo atrás, seriam inimagináveis.


O aumento na demanda por digitalização na agricultura pôde ser evidenciado de acordo com uma pesquisa realizada em parceria entre a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária(Embrapa), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas(Sebrae) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), cuja a qual contou com a participação de mais de 750 participantes, dentre os quais haviam produtores rurais, empresas e prestadores de serviço, trazendo perspectivas acerca de tendências, desafios e oportunidades para a agricultura digital no Brasil.


A pesquisa supracitada trouxe diversos dados que ajudam a entender o atual cenário da agricultura em nosso país, bem como uma projeção futura em se tratando de tecnologia, sendo que dessas informações, duas se destacam: 95% dos entrevistados desejam obter mais informações sobre a agricultura digital, e atualmente 84% já utilizam ao menos uma tecnologia digital como ferramenta de apoio na produção agrícola. Além disso, também de acordo com a pesquisa, as principais dificuldades relatadas são quanto a comercialização, problemas em infraestrutura de conectividade e falta de conhecimento sobre as tecnologias disponíveis.


Por outro lado, a internet se apresenta como principal meio a fim de introduzir o agricultor às novas tecnologias, pois foi constatado que mais de 70% dos produtores rurais possuem acesso à internet e a utilizam para interesses gerais sobre agricultura, 57,5% faz uso de redes sociais e serviços de mensagem(como Facebook e WhatsApp) para obter ou divulgar informações relacionadas à propriedade, comprar insumos ou vender sua produção e 33,3% utiliza com o objetivo de mapear lavoura/vegetação e prever riscos climáticos, ou seja, se aproveitando dessa expansão da acessibilidade virtual, tecnologias mais avançadas, como as que fazem uso de IoT, tendem a ter caminho mais fácil para implementação nas propriedades rurais.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo